suprema5

Juízes da Suprema Corte dos USA teriam orado com um grupo cristão após a decisão do caso Roe v Wade, diz revista americana

JSNEWS (Com revista Rolling Stones) – Momentos após a decisão histórica da Suprema Corte dos USA de acabar com o direito constitucional ao aborto, a diretora de um ministério cristão ligado a um influente grupo jurídico em Washington DC afirmou ter orado com os juízes que derrubaram a jurisprudência do caso Roe v Wade.

O site da revista Rolling Stones informa que a existência de um vídeo no YouTube, feito fora do prédio da Suprema Corte, em 24 de junho mostra as observações feitas por Peggy Nienaber, vice-presidente da Faith & Liberty, um braço do poderoso grupo jurídico Liberty Counsel, que descreve a organização como “o alcance cristão para líderes e funcionários do governo de alto nível em Washington DC”.

No vídeo da para escutar claramente a pergunta: “Você realmente orou com os juízes da Suprema Corte?”

“Eu faço orações e eles oram conosco”disse Nienaber respondendo“Na verdade, nós entramos lá.”

Nienaber também falou de um caso apresentado perante a Suprema Corte  envolvendo o direito de exibir publicamente uma bandeira de um grupo  “cristão” em uma propriedade do governo. O grupo também apresentou um pedido de apoio a um treinador de futebol de uma escola pública que se ajoelhou para fazer orações em grupo após os jogos, apesar dos avisos da escola de que essa conduta seria imprópria. O tribunal decidiu que as orações do treinador estão protegidas pela Primeira Emenda.

https://youtube.com/watch?v=QU-mT-p_vu8%3Fwmode%3Dtransparent

Em uma declaração para Jornal The Independent, o fundador do Liberty Counsel, Mathew Staver, e a vice-presidente de mídia, Holly Meade, negaram que o grupo tenha ministrado pessoalmente com juízes.

“Muitas pessoas oram por eles em todo o país e oram também na área pública fora do prédio da Suprema Corte”, diz o comunicado“Desde o início de 2020, a Suprema Corte está fechada e o acesso a esse Tribunal é estritamente regulamentado e limitado. Não tem como alguém entrar no Tribunal para se aproximar dos Ministros, muito menos orar com eles. É absolutamente falso sugerir que há oração com os juízes, o acesso é restrito a juristas”.

Em outra declaração para The Independent, do Liberty Counsel a entidade afirma que a matéria publicada no site da revista Rolling Stones  é “falsa” e a publicação optou por “imprimir uma história sensacionalista”“Desde que o Liberty Counsel assumiu o ministério de oração chamado Faith & Liberty em 2018, não houve oração com os juízes”“Este ministério de oração ora pelos juízes, não com eles. E o ministério de oração não é apenas para os juízes e o tribunal, mas inclui todos os três ramos do governo, a nação e também inclui a oração internacional”.
“Não há como alguém ter entrado no Tribunal para orar com os ministros ou os funcionários nos últimos dois anos e meio. Esse fato por si só desacredita completamente o artigo”, disse o Liberty Counsel lembrando que o Supremo Tribunal não está aberto ao público desde o início da pandemia de Covid-19.

O The Independent solicitou comentários da Suprema Corte sobre o assunto e não obteve respostas.

Com informações da revista Rolling Stones

6 Responses

Add a Comment

You must be logged in to post a comment